Septoplastia e Desvio de septo nasal



Motivos de obstrução na sua cavidade nasal pode ser a causa da sua sinusite crônica! O septo nasal é a parede que divide a cavidade nasal em duas metades; ele é composto por um esqueleto de suporte central coberto em cada lado por uma membrana mucosa. A parte anterior dessa divisão natural é uma firme porém flexível estrutura constituída em sua maior parte por cartilagem e coberta por pele (a columela). A parte mais anterior da mucosa do septo nasal possui um substancial aporte de vasos sanguíneos. O septo nasal ideal fica exatamente na linha média, separando o lado esquerdo e direito do nariz em vias aéreas de tamanhos iguais.

Estima-se que 80 por cento de todos os septos nasais não são centralizados, condição esta que geralmente não é notada pelo leigo ou pelo clínico geral ou médico da família. O “desvio de septo” ocorre quando o septo é severamente deslocado para fora da linha média. O sintoma mais comum do desvio de septo severo é a dificuldade para respirar pelo nariz! Os sintomas são geralmente piores em um lado, mas `as vezes ocorrem no lado oposto ao desvio. Em alguns casos a tortuosidade do septo interfere na drenagem dos seios paranasais, resultando em sinusites de repetição.

A septoplastia é o procedimento preferencial para o tratamento do desvio de septo. Pode ser realizado em adultos ou crianças. Os desvios de septo comumente ocorrem em traumas nasais!

O desvio de septo pode causar um ou mais dos seguintes problemas:

·         Bloqueio de uma ou ambas as narinas
·         Congestão nasal, algumas vezes apenas de um lado
·         Sangramentos nasais frequentes
·         Sinusites frequentes
·         Às vezes, dor facial, dores de cabeça, gotejamento pós-nasal
·         Respiração ruidosa durante o sono (em lactentes e crianças pequenas)

Em alguns casos, pessoas com um septo ligeiramente desviado apresentam sintomas apenas quando estão “resfriados” (uma infecção das vias aéreas superiores). Nestes indivíduos, a infecção respiratória ocasiona inflamação nasal que amplifica qualquer dificuldade à passagem do fluxo de ar relacionado ao desvio de septo. Uma vez que o “resfriado” se cura e a inflamação nasal desaparece, os sintomas relacionados ao desvio de septo frequentemente se resolvem também.

Diagnóstico de desvio de septo:

Pacientes com sinusite crônica frequentemente tem congestão nasal e muitos possuem desvio de septo nasal. Entretanto, podem haver motivos adicionais para a obstrução do fluxo aéreo nasal. O problema pode ser resultado de um edema reativo (inchaço) de áreas infectadas, problemas alérgicos, hipertrofia de mucosa dos cornetos (aumento do tamanho), outras anormalidades anatômicas, ou a combinação destas. Um especialista treinado no diagnóstico e tratamento das doenças do ouvido, nariz e garganta pode determinar a causa da sua sinusite crônica e obstrução nasal

Sua primeira visita:

Após ouvir seus sintomas, o médico da atenção primária ou o especialista irá perguntar se você já sofreu algum trauma severo no nariz e se você já se submeteu a alguma cirurgia nasal. Após isto, será feito um exame geral da aparência do seu nariz, incluindo a determinação da posição do seu septo nasal. Isto implicará o uso de uma luz brilhante e um especulo nasal (um instrumento que gentilmente abre a sua narina) para a inspeção da face interna de cada narina.

A cirurgia pode ser um tratamento recomendado se o desvio de septo está causando sangramentos nasais ou infecções recorrentes dos seios da face. Exames adicionais podem ser necessários em algumas circunstâncias.

Septoplastia:

A septoplastia é um procedimento cirúrgico realizado inteiramente através das narinas, e, por conseguinte, não deixa hematomas ou sinais externos. A cirurgia pode ser combinada com a rinoplastia, sendo que neste caso a aparência externa do nariz é alterada e o hematoma na face é evidente. A septoplastia também pode ser combinada com a cirurgia para os seios da face.

O tempo necessário para a cirurgia é de uma a uma hora e meia, dependendo do desvio. Pode ser feita com anestesia local ou geral, e geralmente é feita em nível ambulatorial (até um dia de internamento). Atualmente não são mais utilizados de rotina os tampões nasais mas eles podem ser necessários se houver sangramento nasais importante. Neste caso  são inseridos nas narinas para prevenir sangramento excessivo no pós-operatório. Durante a cirurgia, desvios de septo acentuados podem ser removidos completamente, ou podem ser reajustados e reinseridos no nariz.
Se o desvio de septo for a causa básica da sua sinusite crônica, o alívio do seu problema será alcançado.


TEXTO BASEADO NAS INFORMAÇÕES AO PACIENTE DA ACADEMIA AMERICANA DE OTORRINOLARINGOLOGIA
free templates